24 setembro 2015

O fim pelo começo.

Esse texto foi escrito depois de uma conversa comigo mesma. Eu me controlo, eu sou meu melhor lado, e só eu sei o que passa aqui dentro. Aconselho que faça o mesmo exercício e perceba o que você precisa, onde é que o calor aperta, sabe? 


Ninguém casa visando o fim. O término acontece. Existem diversas formas de se ver, mas ele acontece.
Termina a reciprocidade, a dedicação, o carinho. Mas tenho certeza que aquele pedaço minúsculo do medo, do “será?” acontece dentro de nós, e faz com que todos os nossos sentimentos virem um nó sem fim. E é ai que devemos parar, analisar e pensar.
Depois vem o comodismo, os anos vividos, a história construída, o medo de jogar todo o tempo compartilhado fora... no lixo.
Mas acredite, existe um mundo mágico fora da zona de conforto. Viva, respire, pense. Se for pra ser, será.

Eu não sabia como agir, especialmente pelas meninas. É difícil, os primeiros dias seu coração fica realmente do tamanho de uma ervilha. Seu anoitecer vai parecer sombrio, o jantar não vai ter o mesmo sabor. Mas existe um novo amanhecer! E nele, você vai lutar para que tudo que idealizou não passe apenas de planos. Afinal, você pode ser feliz sozinha.

Olha esse sorriso pequeno, buscando conforto no seu olhar, sem entender absolutamente nada dessa situação e encontre forças ali. Vai passar. Eu te prometo. Tudo passa!

E se não passar, sufocar, torturar... dê um passo atrás. Não é feio regredir, voltar, perdoar, recomeçar. Tome AR!

Vocês vão ter contato, existe um coração fora do seu corpo que precisa da outra metade para completa-lo, aprenda a lidar com isso.
Força, tá?
Amanheceu! Sol lindo, pássaros cantando, o sorriso mais lindo das minhas filhas foi especialmente para mim. Só meu.
Tem muita força dentro de você, e ela nem vem do coração. É questão de útero! Você vai lutar até o fim de cada dia para que o sorriso no rosto não desapareça o brilho no olhar permaneça, tudo para que aqueles pezinhos, tão pequenos, possam encontrar um caminho lindo para seguir.
Posso assegurar: não é fácil. Mas ninguém disse que seria.

Acredite no amanhã, engata a primeira e vai rumo a tua felicidade! Pelos seus filhos! Por você!