02 junho 2015

TERROR NOTURNO X PESADELO

De uns tempos pra cá, comecei a observar que as meninas acordavam chorando frequentemente a noite, e logo voltavam a dormir. Comentei com algumas amigas, e as mesmas disseram que poderia se tratar de Terror Noturno. 

A verdade é que eu nunca tinha ouvido falar, e fiquei me perguntando se era sonho, pesadelo, e o que realmente é o Terror Noturno.
Conversei com alguns profissionais, li alguns artigos e trouxe um post completo para vocês!


Aquelas fotos que a gente tira e guarda de recordação! ♥


O que é?

Trata-se de um distúrbio do sono, caracterizado pelos episódios de pânico no decorrer da noite. É mais comum em criança, mas pode acometer em adultos. Acontece com pelo menos 5%, e pode começar a partir do primeiro ano de vida, sendo mais comum em crianças de 2 a 5 anos.
A criança age como se estivesse em perigo, pode sentar na cama, gritar, chorar, ficar com o coração acelerado e pode até correr pela casa. Geralmente tudo isso acontece de olhos abertos, mas a criança não vai reconhecer os pais e no outro dia não vai lembrar de absolutamente nada.
Com os adultos, eles podem se tornar agressivos e as crises são bem piores, além da possibilidade de lembrar de tudo que fizeram.
Não existe frequência certa para acontecer, pode se repetir por várias noites seguidas ou até mais de uma vez na mesma noite.
E apesar de parecer assustador, não representa risco para a saúde ou para o desenvolvimento.

 Causas:

As causas ainda não são totalmente esclarecidas. É muito comum em crianças ansiosas, com algum quadro de depressão, além de fatores como escola nova, chegada de irmãozinhos, febre, cansaço ou eventos estressores, todos estes podem desencadear o quadro.
Existem também estudos que apontam para a imaturidade do sistema nervoso, é como se o cérebro ainda não estivesse suficientemente maduro para realizar a transição entre o sono e o despertar.
Além disso, pais que tenham histórico do mesmo distúrbio ou sonambulismo podem explicar o quadro.

Tratamento:

Não tem nenhum tipo de tratamento, apenas medidas protetivas. Regularidade no horário do sono, cuidados com a alimentação, investigar se algum medicamento em uso pode causar o terror, diminuir a ansiedade caso a criança esteja passando por um momento estressor e oferecer conforto físico e emocional antes do sono.

É importante lembrar de não acordar o bebê durante as crises, isso vai fazer com que a criança se assuste e a crise demora mais para passar, tornando assim mais frequente.
Colocar a criança para dormir com os pais não é a melhor opção. Não resolverá o problema de imediato e a criança pode desenvolver outra insegurança, a de dormir sozinha.
Qual é a diferença entre terror noturno e pesadelo?
Os sonhos acontecem durante o chamado sono R.E.M., ou rapid eye movement (movimento rápido dos olhos), que se dá no fim da madrugada. Já o terror noturno ocorre na primeira metade da noite, quando a pessoa ainda não atingiu o sono R.E.M. Muitas crianças acordam depois de um pesadelo. No caso do terror noturno, a criança dificilmente acorda por conta própria. Além disso, as pessoas se lembram dos sonhos ou pesadelos que tiveram, enquanto os que apresentam terror noturno nunca fazem ideia do que se passou durante a noite.
Todas essas informações vocês encontram aqui: mariapsicologa | bebeabril | babycenter

Espero que tenham gostado!
Não esqueçam de deixar o post curtido que a pessoa aqui morre de amor quando isso acontece! ♥