11 fevereiro 2015

Relato de parto normal humanizado

Aqui no blog, nós teremos uma categoria chamada RELATOS, que é onde vocês, leitores, poderão mandar suas histórias e experiências para que eu possa publicar. Visando compartilhar diversas emoções... Pode ser qualquer história, e se você quiser participar, escreva um e-mail na aba CONTATO no topo do blog.

O relato de hoje, foi escrito por Gabrielle Motta, mamãe da Thayla. 
O parto dela foi incrivelmente lindo! Impossível não se emocionar...



Meu sonho sempre foi ser mãe e junto do Thiago essa vontade só cresceu... Depois de 5 anos de namoro, dentre esses, 2 anos morando juntos, resolvi parar com a pílula (também pq eu sempre esquecia de tomá-las), não estávamos tentando engravidar, mas se acontecesse, seria a hora certa. Depois de 6 meses a hora chegou, estávamos grávidos!



Desde o início da gestação comecei ler relatos de parto e sempre pensava em como seria o meu. Decidi pelo parto humanizado assim que descobri a gravidez, pesquisei muito e isso passou ser um sonho nosso (meu e do Thiago que também passou a defender e militar pelo nascimento digno e respeitoso que todos os bebês deveriam receber).

Informei meu médico, o mesmo não deu muita importância, falou que conversaríamos sobre isso no decorrer da gravidez, eu insistia pra conversar, afinal, ele era meu médico e deveria respeitar minha decisão, eu estava "sedenta" de informações e precisava me sentir segura com ele, o que nunca aconteceu. Troquei de médico no 4 mês de gestação, Dr. Juliano foi escolhido a dedo e finalmente eu senti que estava no caminho... confiamos a ele nosso sonho e o mesmo sempre respeitou, lembro da primeira consulta, quando ele me parabenizou pela decisão, também nos orientou procurar uma enfermeira obstetra e tinha de ser a Honielly, eu já havia lido muito sobre ela e desejei ela!

Tudo dando certo, eu estava nas nuvens e só pensava no parto... com 5 meses descobrimos que seria uma menina, a nossa Thayla!! No 7 mês de gestação o Thiago recebeu uma proposta para trabalhar em Florianópolis, (eu sempre quis morar no litoral!!), mas quando ele contou, na hora eu disse não, afinal, eu não poderia ir junto por causa da faculdade, último ano, não iria trancar novamente, e a gravidez? medo de ficar sozinha... e o parto??? queria ele junto de qualquer maneira, queria ter a bebê no seu colo, ele cortaria o cordão umbilical... eu já havia imaginado tudo!! Mas pensando melhor, valeria a pena e eu passei a apoiá-lo... ele ficou um mês ainda em Cascavel, me mudei para um apartamento pequeno ao lado da faculdade e lá ficamos, só eu, a Thayla e uma saudade enorme dele!!

Depois disso, evitava pensar no parto, comecei a ter medo e ficar insegura, até cheguei a cogitar a ideia de marcar uma cesária (pelo menos o Thiago estaria junto)... mas essa ideia do mesmo jeito que veio, passou! Nossos planos eram dele vir quando "achássemos" que estaria na hora... doce ilusão!! Eu acreditava que a Thayla viria lá pelas 40, 41 semanas... tinha semana de provas na faculdade bem por esses dias e sempre conversava com ela para esperar... hahahaha 

Com 37 semanas vim pra Florianópolis "arrumar" o quartinho da bebê, na verdade não aguentava mais ficar longe e até torci pra ela nascer aqui, não importava que meu médico não estaria aqui, nem a parteira... eu só queria o Thiago!! Fiquei uma semana e nada aconteceu... voltei para Cascavel triste... com 38 semanas, última consulta de pré-natal, o médico disse que não daria tempo do Thiago chegar, que eu teria um parto rápido... pensei, claro que vai dar tempo, todos os relatos de parto que li, demoraram mais de 10 horas, era o tempo que ele tinha pra chegar...

Minha barriga estava enorme, eu sentia que estava perto (mas não tão perto!). Na sexta feira dia 05/09, fui para a aula, fiquei até o final e quando cheguei em casa não tinha sono, precisava dormir cedo, pois tinha aula sábado de manhã... fiquei assistindo seriado até madrugada, senti a Thayla pressionando minha bexiga e se mexia bastante, até comentei com o Thiago, ele queria vir nesse final de semana, eu afirmei que a Thayla não nasceria tão cedo, afinal, estava de 38 semanas e 3 dias. 

6 horas da manhã de sábado, acordei para fazer xixi e quando voltei para a cama senti mais vontade ainda, assim que levantei para ir ao banheiro novamente, escorreu aquele líquido pelas minhas pernas, a bolsa estourou!!!! "Calma, o que fazer?" havia chegado a hora de conhecer aquela que abriguei em meu ventre por tanto tempo... primeira coisa que fiz foi ligar para o Thiago: "Amor, acorda, chegou a hora, pode vir e vem devagar que estou muito tranquila!!", depois liguei pra Honielly, ela pediu se eu estava tendo contrações? nada!! "Cadê minhas contrações?" Me orientou ficar calma (eu estava muito calma), e dormir, esperar as contrações chegarem...

Eu queria mesmo dormir, não tinha dormido nada nessa noite... liguei para o médico também, ele pediu para mantê-lo informado... não quis ligar para os meus pais, pois era muito cedo, não queria acordá-los, mais tarde eu ligaria... também não queria ninguém se preocupando, tava tudo bem... sem medo, sem pressa... avisei meus sogros, pq o Thiago pediu... eles falaram que já estavam indo na minha casa, mas não precisava, iriam fazer o que? eu queria curtir todos os momentos da chegada da minha filha... deitei na cama e comecei arrumar a playlist do parto, escutar as músicas que sempre escutei durante a gravidez...

As contrações logo começaram... percebi que não conseguiria dormir... liguei pra Honi, ela disse pra esperar as contrações ritmarem, de 4 em 4 minutos, mas que não precisava ficar contando, eu iria saber... depois das 7h liguei para os meus pais e falei para virem depois do meio dia, pois eu estava muito tranquila e não teria lugar para eles ficarem esperando, também mandei recado para minhas amigas no whats: "a Thayla está vindo!!" (depois não consegui responder mais ninguém), tentei descansar, mas as contrações evoluíram rápido, eu não queria aceitar, queria que demorasse mais... não iria dar tempo do Thiago chegar!!

Meus sogros chegaram, eu estava escutando músicas e as contrações cada vez mais perto uma da outra, lembro que minha sogra sentou na cama e conversou comigo, mas já não conseguia prestar atenção... elas já estavam de 3 em 3 minutos e eu já estava transformada, liguei novamente pra Honi, ela pediu para eu ir pra debaixo d'água e ver se as contrações "engrenavam"... eu estava na partolândia, já havia mergulhado num outro universo, sem percepção de tempo e espaço. 

Ainda eram 9:30 da manhã... o Thiago na estrada e eu sempre mandando notícias, mandei msg de voz até quando pude, e meu celular não parava de tocar, as pessoas ligando pra saber notícias... muita dor, não dava tempo de respirar e já vinha outra contração, não achava mais posições, sentada, em pé, de cócoras... a água não aliviava mais... falei para o Thiago que não poderia mais falar com ele, pedi para ligar para os pais dele... com a minha mãe tb, agora chega de ligações... já não queria que demorasse, queria que acabasse logo!!

Minha sogra sentada na cozinha, quietinha, só observando e eu gemendo de dor debaixo do chuveiro! "Cadê a Honi? eu não havia falado para ela vir ainda!" Acabou minha calma, "quero parir logo!" de repente comecei a sentir necessidade fisiológica de fazer força, e comecei a sangrar! "Honi, vem, por favor!"... Que sufoco... "preciso segurar, não quero ter em casa, não sei se ela está na posição, não sei se está bem... cadê a Honi???".

Começou bater o desespero, tudo acontecendo tão rápido! Meu corpo se contorcendo de dor e eu só pensava em segurar... "não dá mais, Tica!!!!! tá nascendo, vamos para o hospital!", avisei a Honi que estava indo pro hospital, ela estava chegando na minha casa, mas não esperei... foi uma eternidade até chegar no hospital, dentro do carro senti a Thayla "coroando"!!!

Chegando lá vi a Honi... e no meio de tanta dor, senti um alívio... mal conseguia caminhar, cada contração eu parava e me contorcia... muita vontade de fazer força! Então a Honi disse para fazer, "estamos no hospital, ela pode nascer, relaxa o quadril e faz força!" e eu fiz! No corredor, no elevador... chegando no quarto não lembro direito o que aconteceu, lembro de ter deitado em uma maca para escutar os batimentos da bebê e fazer o toque... dilatação total, a Thayla perfeita, prontinha pra vir ao mundo!!

Não queria ficar deitada nem mais um segundo, sentei em uma banqueta para parto de cócoras, coloquei a mão e senti a cabecinha da minha cabeluda, eu sorri!! Entre uma contração e outra eu sorria, estava extasiada de tanta dor e felicidade, pois não era simplesmente dor, era a dor da vida! 

E assim foi meu parto natural, as 11 horas do dia 06/09, a Thayla nasceu, com 3,540kg e 50cm, sem NENHUMA LACERAÇÃO PERINEAL!!! Veio direto aos meus braços... "meu Deus, ela é linda! Vc é linda minha filha, bem vinda! Obrigada Deus!"... com ajuda, nós deitamos na cama, ficamos ali agarradinhas, o cordão só foi cortado quando parou de pulsar, ela mamou mais de uma hora.

Foi tudo muito rápido, não deu tempo do Thiago chegar, falei com ele pelo telefone, "Amor, ela nasceu, ela nasceu!! é perfeita! Vem que estamos te esperando..." ele chorou. Eu me sentia a pessoa mais poderosa do mundo "nós conseguimos minha filha! Eu sabia que conseguiríamos". O Thiago fez Florianópolis/Cascavel em 7 horas!! Ainda estamos esperando as multas... ele não chegou a tempo, mas o tempo todo estava com a gente, com certeza, metade da força que eu tive, foi por causa dele. Obrigada por acreditar em mim amor, você é nosso herói! E foi tudo lindo, tudo perfeito!